O estranho no ônibus

Calma pessoal, por mais que o título do post remeta à um conto erótico, juro que é totalmente o contrário.

Faz algum tempo que queria desabafar isso pra alguém, mas não tinha com quem falar, não que eu não tenha amigos, mas é uma história tão platônica, que eles provavelmente iriam me achar estranho ><

Enfim, não há muito o que apresentar ou explicar pois o nome já diz tudo.

Um dia estava eu pegando o ônibus para faculdade, quando o vi pela primeira vez, e BUM, minha atenção foi toda direcionada a ele por todo o percurso, e logicamente descobri que estudamos na mesma facul. Bom, depois deste dia, tornou-se impossível nao reparar na sua presença, e então começa aquela velha historia do “O que fazer para ser notado? Como fazer para ele saber que eu existo?”

Queria que apenas estas perguntas fossem suficientes, pois ainda existe a principal (por favor, ninguém me entenda mal com as palavras que usarei ok?), mas ainda é preciso saber: “Será que ele é?”

Pq raios fico tão eufórico quando vejo essa pessoa? Não conheço-a, nunca conversamos.

Imaginem então, o dia que ele sentou ao meu lado no ônibus? Obviamente não queria mais descer uhauhauhahua

Logo, estou cheio de perguntas e poucas respostas,  mas continuo tendo encontros com esse amor platônico do transporte coletivo (isso quase parece uma história do Nelson Rodrigues não?)

Enfim, manterei vocês informados sobre futuros acontecimentos relacionados. Se alguém possui situações semelhantes, dividam aqui  😉

Grande bjo e abraço

E para finalizar, um trecho de New Order!

“You Used to be a stranger, now you are mine” (quem dera 😉 )

Anúncios

Sobre The Joker

Uma pessoa que torna o drama de agora na piada do segundo seguinte e que sonha em conquistar os mais diversos risos e sorrisos. Um exatóide perdido entre as artes, as letras e os números. Brasileiro com um nariz made in Italy. Escuta de Joelma a Carmen de Bizet mas não vive sem seus 80′s! Não consegue sorrir? então dê a ele um pote de doce de leite. Não tem doce de leite? Então o rum resolve o problema. Toda e qualquer forma de arte, humor e ciência preenchem suas horas vagas, além do sono e da internet. Facilmente conquistável com belos sorissos, bom humor, corpos magros e sensibilidade a cócegas. Sofre dores de abstinência quando está longe dos amigos.

Publicado em setembro 7, 2011, em Histórias, The Joker. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: