A amizade

Aqui vai um desabafo

Porque é tão complicado ter amigos gays? Ou melhor, porque os gays, no geral, não se suportam?

Incrível! É panelinha pra cá, panelinha pra lá. Fulano falso e medíocre aqui e fulano mais falso e mais medíocre ainda ali. Não consigo entender.

Sou novo no “meio” e ainda me assusto ou me encanto com algumas coisas. No geral, tenho gostado de cada coisa que descubro e elas me fazem me sentir mais eu, mais aceito, mais incluído. Porém, o fator amizade tem me incomodado um pouco.

Sou do tipo de pessoa que gosta de conversar e ter amizade com o máximo de pessoas possível e tenho uma certa facilidade em fazer isso.

Desde que me aceitei, acabei incluindo alguns gays na minha lista de amigos, que pra mim, podem não ser os melhores, mas são boas cias. Pelo menos em fazem rir e trocam algumas experiências.

E é exatamente ai que mora o problema. Meus outros amigos gays, de longa data, de antes de eu me aceitar e tudo mais, não gostam nem um pouco de tais pessoas. Tais pessoas também não gostam deles.

É fato também que eles (old-friends-gays) são bem mais “velhos na vida” do que eu, que comecei ontem. Seus conselhos são extremamente válidos, mas me fica a pulga atrás da orelha: pq a amizade de gay pra gay de mulher pra mulher, Marisa é tão superficial?

Repare na amizade de homem hétero com homem hétero, é muito mais sólida e muito mais firme. Algumas mulheres héteros também conseguem essa proeza, embora a delas seja mais fútil e propensa à terminar por causa de um pinto.

Me parece que a nossa, dos gays, é bem pior que a das mulheres e acredito que a das lésbicas, seja mais firme que a dos homens héteros. (ESSA PARTE NÃO TEM VALOR CIENTÍFICO COMPROVADO).

Ps: Nem todas as amizades são assim, tenho amigos gays que são excelentes amigos – e não tô falando isso só por que eles também são autores do blog, rs.

E você, o que me diz?

Anúncios

Sobre The Silly

Um perfeito reclamão, extremamente afobado e muito desastrado. Quero tudo e quero agora. Comunicador por formação e por paixão. Brasileiro com passaporte turquesa. Ouço todo tipo de música, mas é com o bom e velho pop/rock que eu me entendo bem. Adoro comer e não vivo sem chocolate. Canceriano clichê e romântico fundo de quintal. Leio muito e coleciono toys. Morro com barbas por fazer (de preferência clarinhas). Harrymaníaco incurável.

Publicado em setembro 27, 2011, em Geral, Histórias, Pensamentos, The Silly e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. O que eu digo? Que todo post que leio nesse blog é uma enxurada de pré-conceitos e estereótipos.

  2. Eu já pensei muito sobre isso e sofri muito também. Mas acredito que tudo isso seja culpa daquela pequena/grande diferença entre liberdade e libertinagem. São poucas as pessoas no nosso meio que sabem essa diferença, e as amizades acabam quando não se respeita o “amigo” e ou a “amizade”. Bom mas o que sei eu não é mesmo? rs Tenho pouquíssimas pessoas que chamo de amigas, mas estas são amigas mesmo, para todas horas felizes e tristes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: