O ciúme e a possessividade

Os problemas do ciúme e da possessividade não são de fato, problemas, mas sintomas – sintomas de que você ainda não sabe o que é o amor. Achamos que sabemos o que é o amor e por isso surge o problema do ciúme. Não é isso. O problema surge porque não existe amor. Por isso você não pode solucioná-lo.

Tudo o que é necessário é esquecer o ciúme, porque essa é uma luta negativa, é uma luta com a escuridão (e sem vencedores). Não faz sentido. Em vez disso, acenda uma vela. Isso é que é o amor. Depois que o amor começa a fluir, o ciúme e a possessividade deixam de existir. Você fica simplesmente surpreso ao ver que eles se foram. Você não consegue mais encontrá-los.

[…]

O ciúme é a falta de amor.

 

Autor: OSHO, em Faça o seu coração vibrar

Anúncios

Sobre The Serious

Capricorniano nato, organizado e extremamente perfeccionista. Idealizador, que quer conhecer o mundo todo. Turismólogo por formação. Brasileiro e orgulhoso disso! Ama bife de picanha com arroz, feijão, farofa e batata frita e não abre mão de uma boa dose de Absolut, seja com coca, com suco, com gelo. Leitor ávido de todos os tipos de livro. Ouve todo tipo de música, de Cher à Victor e Léo. Adora uniformes e ternos. Viciado em viagens. Postagens às quartas.

Publicado em fevereiro 29, 2012, em Geral, The Serious. Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Muito legal a forma com que abordou esse tema. Falar de ciúme é tão relativo, subjetivo e você falou com tanta naturalidade. Gostei! 🙂

    • É um livro muito bom do OSHO. Faz a gente analisar algumas coisas da vida, principalmente relacionadas ao amor. Em alguns momentos, serve até como um tapa cm luva de pelica. Feliz que você tenha gostado! 😀

  2. Não sei se eu concordo completamente. O ciúmes é o medo de perder. É a o diabinho no ombro dizendo que esta pessoa fará o mesmo que as outras fizeram. Acredito que seja mais isso, um medo absurdo de perder a alegria. Um medo absurdo de que por mais uma vez vc tenha se enganado.

    Eu sinto ciúmes mas nada que controle minha mente e corrompa meu coração!

    • Como te disse, acredito que o cíumes é a falta de amor, pq o verdadeiro amor é tratado como forma de desapego. E quando amamos, queremos que a pessoa, acima de tudo, seja feliz, estando conosco ou não. Mas, não é um decreto, é apenas a forma como eu penso rs

      • Até acredito que quando a gente ama, queremos a pessoa feliz sendo com o ou sem a gente, mas mesmo assim temos medo de perder. Isso não quer dizer que iremos sufocar com o nosso ciúmes. Só que temos medo de perder o agente direto da nossa felicidade!

      • Mas o medo de perder causa a insegurança, nao o cíumes. Anyway…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: