Medo “da chuva”…

Minha idéia inicial era começar  o post com uma breve lista de fobias e seus nomes, MAS PQP, achei muitos nomes, então, caso alguém tenha alguma curiosidade tai um link:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_fobias

em um que está se tornando cada vez mais popular

Voltando ao texto, acho que está nítido que hj quero flar sobre medo, né?

Pode-se perceber que há medo pra tudo hj em dia, mas um que está se tornando cada vez mais comum é a Sarmassofobia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Sarmassofobia) (Ok, confesso que eu não sabia que existia nome para medo de “amar” )

O mundo esta em constante mudança, cada dia que passa as pessoas andam mais atrasadas, mais compromissadas, mais individualistas, egoístas e solitárias. E tudo isso soma-se a traumas do passado, a histórias de amores que não deram certo, inúmeros divórcios, crimes passionais, síndrome do coração partido…e tantos outros fatores. Então cada dia mais percebemos que é mais fácil comprar um peixe,  porque cachorro também faz merda !

MAS CALMA, caros leitores ! Se serve de consolo existe um medo muito pior ! E sabem como dizem por aí…o melhor consolo é saber que tem algúem pior que a gente!

Agora vc me pergunta: mas o que poderia ser pior que o medo de amar? =O
E eu digo que responderei em breve, pois primeiro relatarei, rapidamente, a situação que me fez criar esse post !

Tudo começou quando conheci um boy em circunstâncias não usuais, e talvez por isso as coisas tenham dado certo entre a gente, mas moramos em cidades diferentes, logo não é TÃO certo assim. mas o que importa é que rolava um sentimentozinho, uma sdd, a vontade de ver… Mas a primeira coisa que me ocorreu foi a merda da Sarmassofobia, então, diante de inúmeras manifestações de vontade de ir ao meu encontro, por parte do boy, eu simplesmente recuei em todas ><. E quando eu resolvi enfrentar a situação ele já estava em outra =O

PORÉM, mesmo em outra quando estive na cidade dele rolou uma oportunidade de nos vermos, e pronto, cagou tudo pois foi quando percebi que realmente curtia ele. Estávamos lado a lado, e junto a nós, uma vontade imensa de toca-lo, beija-lo, fazer carinho, estar junto, colar corpo no corpo e não soltar mais…mas não podia fazer nada disso, 1 pq ele estava em outra e 2 pq estavamos no carro, ele dirigindo, chuva forte la fora e eu tenho amor a minha vida uhahuahuahua.

Bom, depois desse dia do carro, voltei a minha cidade e fiquei me corroendo por dentro de arrependimento e de não poder estar com ele e mimimimimi.

Continuamos a conversar, aquele sentimento doia, e eu sabendo que nada podia ser feito…até que um dia tive a oportunidade de voltar a cidade dele.

Txam txam txam txam agora chegaremos ao ponto principal da história, get ready ! (ai para tudo, pensei inglês)

Ao saber que iria a cidade dele, ele manifestou interesse de me ver, então marcamos um encontro, para um café e um papo!

Meus compromissos acaram cedo, então cheguei antes ao local combinado e foi quando tudo começou!

Comecei a pensar sobre a nossa situação, o que passamos juntos, o que tinha feito pra ele e o que sentia, foi quando me bateu O MAIOR MEDO !

E se ao ve-lo agora eu nao sentir mais nada?  Sim caros amigos,  ai esta a fobia referida no começo no texto…Pior que amar, que odiar, q sentir qqer coisa, é o medo de NÃO sentir nada, a sensação do grande vazio, o de ver a pessoa outrora “amanada” e agora a indiferença. Nesses momentos parece que a essência humana vai morrendo aos poucos! E não há o  que fazer. Amar doi, mas cura-se, odiar é feio e ruim mas passa.  Mas qual serio o remédio para um paciente sem doenças, sem nada?

Por isso sempre brinco com meus amigos…faço alguma agressão física neles (BEM DE LEVE, tipo uma tapinha, uma mordidinha, coisas assim), e quando estes reclamam da dor eu digo “é bom sentir dor, mostra que estamos vivos” !

Portanto AMEM, Sintam sdds, chorem , riam, sintam algo…pois até o pior e mais doloroso dos sentimentos um dia fará falta!

E sobre o momento em que o boy apareceu, o que foi que eu senti ? Bom, isso fica pra outro dia 😉

bjos, abraços e uma mordida de leve pra todos sentirem q estão vivos =T

 

 

Anúncios

Sobre The Joker

Uma pessoa que torna o drama de agora na piada do segundo seguinte e que sonha em conquistar os mais diversos risos e sorrisos. Um exatóide perdido entre as artes, as letras e os números. Brasileiro com um nariz made in Italy. Escuta de Joelma a Carmen de Bizet mas não vive sem seus 80′s! Não consegue sorrir? então dê a ele um pote de doce de leite. Não tem doce de leite? Então o rum resolve o problema. Toda e qualquer forma de arte, humor e ciência preenchem suas horas vagas, além do sono e da internet. Facilmente conquistável com belos sorissos, bom humor, corpos magros e sensibilidade a cócegas. Sofre dores de abstinência quando está longe dos amigos.

Publicado em março 20, 2012, em Geral. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Muito legal… e fato não sentir nada é MUITO pior, mas as vezes é um alivio tão grande que vc sente felicidade… Momentos e momentos!!!! 😉

  2. CHO-CA-DO com o texto. Tive o relance de ver o The Joker que eu conheci e compartilhava de pensamentos iguais aos meus… parabéns 🙂 é bom saber que você ainda está aí dentro…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: