As quatro vertentes da existência

Antes de falar sobre as vertentes, gostaria de ressaltar algo que todos nós já sabemos: nascemos e morremos completamente sós. No meio tempo entre essas duas dádivas proporcionadas por uma Força Maior, temos que viver, apaixonada e intrinsecamente. Mas esse período não é marcado pela solidão e pelo vazio. E é nisso que entram as quatro vertentes.

Conversando com The Silly e The Ginger em um café recém aberto em nossa cidade em um domingo em que o vento frio começa a fazer a pele ouriçar, chegamos a conclusão de que a vida pode ser dividida em quatro fatores importantes: família, trabalho, amigos e amores.

Família

É a concepção. Os valores morais são aprendidos nela. É onde aprendemos a ser quem somos. Podemos gritar, espernear, ser quem somos verdadeiramente. É possível jogar os problemas de amores, amigos e trabalho nela, pois, como família, irá suportar tudo e mais um pouco. Essa é a maravilha de ter uma família.

Trabalho

É o que nos enobrece. Os valores laborais são aprendidos nesse momento. É onde descobrimos o que nos completa, o que nos faz útil para a sociedade. A vertente do trabalho é egoísta e egocêntrica, como se só existisse ela na vida. Os problemas devem ser deixados do lado de fora, sempre.

Amigos

É o que nos faz sociáveis. Os valores de como se portar em grupo são aprendidos aqui. Você descobre que o seu direito acaba onde começa o do outro. Aqui também é possível jogar uma carga enorme de problemas e frustrações das outras vertentes, mas cuidado: se a amizade não for sólida ou verdadeira, irá desmoronar no primeiro momento em que você necessitar realmente de ajuda.

Amores

É o que te faz feliz. Te move. Que faz você perceber que não está sozinho. Que há sentimento, há uma razão do porque existir. O que torna essa vertente traiçoeira é que muitas vezes ela toma o lugar das outras de sua vida, sem você perceber. E aí que, quando o amor se vai, quando a estação termina, que você se descobre só.

O amor deveria supostamente ser capaz de suportar todos os problemas das outras vertentes, mas não é o que acontece normalmente. Ele também pode se tornar egoísta. Às vezes o ser amado acha que o outro só pensa em trabalho, na família, nos amigos e que não é capaz de dar a atenção que ele merece. Se o outro não divide os problemas, pode ser que o amado ache que ele não quer que ele faça parte integral da vida do outro.

O meu conselho? Procure alguém que, além de amante e amigo, saiba ser companheiro. Essa pessoa vai saber dividir com você os momentos de alegria e tristeza e, apesar de tudo, não vai duvidar nunca do lugar que ocupa em sua vida.

E aprenda a dosar. Todas as vertentes são importantes em grau igual e, sabendo equilibrá-las, o meio-tempo entre nascimento e morte, será, além de agradável, muito mais fácil de ser vivido.

Anúncios

Sobre The Serious

Capricorniano nato, organizado e extremamente perfeccionista. Idealizador, que quer conhecer o mundo todo. Turismólogo por formação. Brasileiro e orgulhoso disso! Ama bife de picanha com arroz, feijão, farofa e batata frita e não abre mão de uma boa dose de Absolut, seja com coca, com suco, com gelo. Leitor ávido de todos os tipos de livro. Ouve todo tipo de música, de Cher à Victor e Léo. Adora uniformes e ternos. Viciado em viagens. Postagens às quartas.

Publicado em abril 4, 2012, em Pensamentos, The Serious. Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Lindo! EU ainda procuro a vertente que eu mais valorizo..

    • Pois é, eu acho que na verdade é uma questão de fase. Em cada momento estamos tentando aprimorar uma… impossível querer tomar conta de todas ao mesmo tempo… o máximo que podemos tentar fazer é manter um equilíbrio entre todos, enquanto nos focamos mais em um…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: