e no fim do inverno

Abri os olhos, e você já tinha ido, não via mais sua silhueta na porta e nem nos cantos, seu nome não apareceu mais na bina e nem vi mais a foto ao receber sms. E então a ficha caiu, você realmente tinha ido, tudo estava diferente sem sua voz, sua presença, seus olhares e suas palavras.
Me vi deitada na grama com o sol do fim de inverno aquecendo minha pele e minhas mãos estavam vazias de você e repletas de mim. As flores de começo de primavera misturadas com o céu azul um pouco nublado invadiram meus olhos que escorreram de uma saudade intensa de algo que a tempos não sentia. O som do suave vento e da turbulência da cidade tomou meus ouvidos me trazendo paz. Chorei.

Percebi que por mais que o amor ainda me tomava em corpo e alma, o amor por mim estava ali! Me amei, e assim continuo!

😉

Anúncios

Sobre GingerSin

Autenticidade e teimosia com pitadas de sarcasmo. Amante de culturas, com o intrínseco desejo de pisar em cada continente e molhar os pés em cada mar. Formação técnica em Moda e Estilo. Brasileira e italiana com um pitadinha de alemã. Não vive sem música, de Mpb a Rock. Amante da culinária em geral. Apaixonada por séries e livros. Morre por ombros, ainda mais se estes fizerem parte de um corpo feminino. Viciada em conhecimento.

Publicado em outubro 19, 2012, em Geral, Histórias, The Ginger e marcado como , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: