Fechado pra balanço

OMG, faz mais de um mês que postei meu último texto! Nunca fiquei tanto tempo sem postar.

Nesse último texto, expus o quanto quero ser amado, quero ser a torta preferida de alguém, quero viver um amor e quero uma relação recíproca.

Nada disso mudou. Passou mais de um mês e esse desejo continua aqui dentro, queimando fortemente e implorando pra ser saciado.

Talvez nesse pouco tempo, eu tenha fechado o meu coração pra balanço. Não que não tenha acontecido nada, até aconteceu. Troquei alguns sms com possíveis rolos, sai de novo com um ex, fui pra uma balada e fiquei com um garoto interessante, mas nada que valha a pena ser dividido. Ou que valha a pena ser levado a sério.

De importante mesmo, nada tem acontecido.

Estou fechado pra balanço. Como se eu estivesse olhando pra mim e fazendo o balanço de quem sou, do que quero e de onde pretendo chegar. Tentando encontrar em mim coisas que me façam continuar a acreditar no amor. Procurando vestígios de algo que fortaleça em mim a fé no sentimento sublime.

As vezes encontro, as vezes me perco.

Desde que decidi deixar tudo aqui, amigos, família, trabalho, faculdade e até os amores, tenho provado de um sentimento agridoce. Um misto de alegria pelo novo e de nostalgia por tudo que estou deixando aqui.

Sei o quão terrível seria se eu estivesse apaixonado por alguém, se eu estivesse namorando e pior, se alguém aqui estivesse apaixonado por mim e fosse vir a ser “abandonado”. Sei ser racional e entender isso, mas meu coração não sabe. Ele está carente. Quer carinho, atenção…amor.

Ele não entende o momento que estou passando, ele apenas me diz o tempo todo “eu quero ser amado”.

Anúncios

Sobre The Silly

Um perfeito reclamão, extremamente afobado e muito desastrado. Quero tudo e quero agora. Comunicador por formação e por paixão. Brasileiro com passaporte turquesa. Ouço todo tipo de música, mas é com o bom e velho pop/rock que eu me entendo bem. Adoro comer e não vivo sem chocolate. Canceriano clichê e romântico fundo de quintal. Leio muito e coleciono toys. Morro com barbas por fazer (de preferência clarinhas). Harrymaníaco incurável.

Publicado em outubro 26, 2012, em Pensamentos, The Silly. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: