Retrospectiva 2012

Quando 2012 começou, ainda cheio de páginas em branco, resolvi que ele seria um ano marcante na minha vida. E ele foi! Eu diria que foi o ano mais especial dos últimos anos. Um ano para se aproximar dos amigos antigos, para fazer novos amigos, para curtir a família e para manter as coisas simples em evidência. Olho pra trás e vejo quantas coisas legais 2012 me proporcionou. Claro, teve a cota de coisas não tão legais, mas que com certeza tiveram sua importância para eu ser quem sou hoje.

E 2012 não foi feito só de amigos e família, foi feito de amores também.

Em 2012 eu tive meu primeiro namorado – mesmo que nós não tenhamos sido namorados oficialmente – e isso foi uma experiência bem rica na minha vida. Eu cresci muito nesse pequeno grande relacionamento enrolado com um cara especial e tão enrolado quanto o nosso relacionamento enrolado. Enrolei esse parágrafo propositalmente pra vocês sentirem o drama da enrolação.

Pelo fato de eu ter praticamente começado o ano “namorando”, 2012 teve poucos amores novos. Quando terminamos eu já estava tão concentrado no intercâmbio que deixei de lado meu coração conquistador e resolvi provar os biscoitos já antes saboreados, mas que sempre fazem tudo valer a pena. Foi até por isso que sumi um pouco do blog.

Gosto de compartilhar coisas novas e quentes, não momentos já antes compartilhados. Por mais legal e interessante que uma ficada com um EX possa ser, ela já foi compartilhada aqui e seria requentar histórias, não é?

Preferi não dividir.

Voltando ao post, no meio do caminho, depois de ter terminado com o “namorado” – terminamos por que eu vou embora e isso seria um grande impedimento – eu resolvi ir atrás do garoto dos 12 dias. Lembram dele?

Conversamos, nos entendemos e resolvemos ter um relação de PA bem aberta que acabou preenchendo meus momentos de carência durante esse período. Saímos diversas vezes desde então e como sempre, foi muito especial. Com a diferença de que agora estou vacinado contra a paixão – no caso dele, claro.

Reencontrei também com aquele tiozão cara maduro que também já dividi por aqui e com alguns outros ex’ses.

Até que tive umas ficadas esporádicas com pessoas totalmente novas, mas nada que valesse a pena comentar ou compartilhar aqui. Foram apenas ficadas de balada sem maior envolvimento emocional.

Termino 2012 com uma sensação de dever cumprido e com a esperança de que encontrarei lá fora o que não encontrei aqui.

Cheers e bye bye 2012!

criancinha dando tchau

Anúncios

Sobre The Silly

Um perfeito reclamão, extremamente afobado e muito desastrado. Quero tudo e quero agora. Comunicador por formação e por paixão. Brasileiro com passaporte turquesa. Ouço todo tipo de música, mas é com o bom e velho pop/rock que eu me entendo bem. Adoro comer e não vivo sem chocolate. Canceriano clichê e romântico fundo de quintal. Leio muito e coleciono toys. Morro com barbas por fazer (de preferência clarinhas). Harrymaníaco incurável.

Publicado em dezembro 31, 2012, em Pensamentos, The Silly e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: