Mais amigos ou melhores amigos?

Quando eu era mais novo, eu era taxado de seletivo por ter poucos amigos. Quando me questionavam o por que, eu dizia que era porque preferia qualidade a quantidade. Me pergunto onde me perdi para deixar de pensar desse modo.

Hoje conheço várias pessoas, mas não há um ser para eu dizer que é meu companheiro. Aquele amigo que topa tudo, que não importa o que seja, está com você, sabe? Estamos muito mais preocupados com nossos próprios problemas e atividades do que com os outros.

Me pergunto onde nos perdemos: quando houve a inversão de valores? Porque prezamos mais o dinheiro e o trabalho do que as amizades e o amor? Sinto o descaso em prestar atenção ao próximo, as vontades, aos anseios. Sinto a falta de vontade de tentar compreender, ceder ou até mesmo, mudar alguns planos para estar junto dos amigos.

Onde nos perdemos?

Falta amor ao próximo, tanto quanto falta amor por si próprio.

Anúncios

Sobre The Serious

Capricorniano nato, organizado e extremamente perfeccionista. Idealizador, que quer conhecer o mundo todo. Turismólogo por formação. Brasileiro e orgulhoso disso! Ama bife de picanha com arroz, feijão, farofa e batata frita e não abre mão de uma boa dose de Absolut, seja com coca, com suco, com gelo. Leitor ávido de todos os tipos de livro. Ouve todo tipo de música, de Cher à Victor e Léo. Adora uniformes e ternos. Viciado em viagens. Postagens às quartas.

Publicado em junho 12, 2013, em Pensamentos, The Serious. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: