Arquivo mensal: março 2014

Alguém que eu costumava conhecer

Trilha:

 

O amor vem das formas mais inesperadas.

Você tá lá, tomando um bom vinho e rolando sua timeline do facebook, quando alguém te adiciona. De onde veio? Como me achou?

Não importa. O sorriso já cativa. O papo, surpreendentemente, flui. Um café, um jantar, um cinema.

Nosso prato preferido é o mesmo! Também gosto de tal seriado. Essa música também significa muito pra mim. Agora, ela significa pra nós.

O namoro era evidente. Fazíamos um casal tão lindo! Como sou sortudo, aos 20 e poucos anos, achar alguém que pensa como eu, alguém que eu posso considerar em dizer um “eu te amo”, alguém que eu posso ter pra sempre.

Vamos enfrentar o mundo juntos! Nosso amor vale mais do que qualquer coisa, qualquer pessoa, qualquer desafio. Vamos superar tudo, porque temos um ao outro.

Não temos mais. Eu, que pensava tanto no presente e aprendi a pensar no futuro, estava sendo deixado no passado.

E tudo que abri mão? E tudo que enfrentei? E as decisões que tomei? Nada mais importa. Já foi. Acabou.

Ele, que podia ser tudo pra mim, ficava insistindo em não ser nada.

Por mim tudo bem. Foi apenas alguém que eu costumava conhecer.