Arquivos do Blog

Happy Birthday…

Hoje faz exato um ano do meu primeiro post. Que alegria.
 
Um ano de Posts, um ano de vida, um ano de realizações, mudanças e novas perspectivas.
Por mais que eu tenha deixado passar várias sextas-feiras, a vida continuou entre turbulências e calmarias seguindo seu rumo, e o futuro foi plantado.
Sempre que fases são concluídas nos paramos pensamos, refletimos sobre tudo o que aconteceu, todos os obstáculos ultrapassados e as alegrias vividas. E hoje não foi diferente, o pensamento se perdia em meio ao trabalhando pensando em sentimentos e em como este ultimo ano foi turbulento neste quesito e mesmo assim eu fui feliz. Feliz por amar, feliz por ser amada, feliz por lutar por algo/alguém que acredito. Como é importante tentar, mesmo quando as coisas parecem confusas, se existe alguma maneira do final ser feliz devemos tentar, lutar por algo que faz a vida realmente ser vivida com intensidade e valor… O amor!
Assim concluo este primeiro ano, lutando pelo amor e desejando que todos vocês sejam fortes e busquem amar, tudo, todos, diferente, forte, intenso. Amem e vivam!

Sinto a felicidade de uma etapa concluída, e rumo aos dois anos, e a novas experiências e textos para vocês.

😉

Anúncios

Em 1 ano muita coisa pode acontecer

Ontem o blog fez 1 ano de vida, ou seja, faz 1 ano que eu divido a minha vida – e procuro um sentido pra ela – com vocês.

Faz 1 ano que compartilho aqui cada conquista, cada desejo, cada rolinho, cada decepção e cada lição que essa vida me ensina.

E acreditem, em um ano muita coisa pode acontecer.

Nesse um ano de blog, eu posso dizer que cresci. Cresci como pessoa, como homem e como gay. O blog me ajudou a entender o que se passa comigo, a me aceitar e a principalmente, me amar como sou. Cada texto publicado me deixa mais leve e com uma sensação única de que, de uma forma ou de outra, eu posso estar ajudando pessoas como eu.

Cada amor que aqui foi compartilhado me fez crescer e enxergar a vida como ela é: sem príncipe encantado, sem mar de rosas e com um sol que nasce toda manhã. Seja depois de noite linda ou de noite feia.

Aprendi que eu posso sobreviver à perda do 18º amor da minha vida, como posso encontrar o 19º na próxima esquina. Por isso eu preciso estar sempre atento e preparado.

Aprendi que nem tudo acontece como eu planejei e que na verdade, as coisas que acontecem por acaso são muitos mais divertidas. Aprendi que posso viver sem meus amores platônicos e que da onde eu menos espero, vem as melhores coisas e os melhores momentos.

Aprendi que os amigos estão MESMO acima de tudo e são pra eles que eu sempre vou poder correr. Aprendi que não interessa se for 1, 12 ou 21434563 dias de amor, o que importa é a intensidade das coisas.

Aprendi que eu não posso desperdiçar oportunidades e que as melhores histórias são aquelas que são compartilhadas. Aprendi que a felicidade existe SIM e a gente só precisa aprender a sentir.

Aprendi que nem sempre o próximo pode ser melhor e que eu devo me contentar com o que tenho em mãos. Aprendi que sonhar não paga e que olhar não tira pedaço. Aprendi que eu sou o melhor namorado do mundo e que a hora da verdade vai chegar a qualquer momento.

Enfim, eu aprendi muito e tenho certeza que continuarei aprendendo, afinal, a jornada continua e o blog tem muitos anos de vida pela frente.

Obrigado por tudo.