Arquivos do Blog

Happy Birthday…

Hoje faz exato um ano do meu primeiro post. Que alegria.
 
Um ano de Posts, um ano de vida, um ano de realizações, mudanças e novas perspectivas.
Por mais que eu tenha deixado passar várias sextas-feiras, a vida continuou entre turbulências e calmarias seguindo seu rumo, e o futuro foi plantado.
Sempre que fases são concluídas nos paramos pensamos, refletimos sobre tudo o que aconteceu, todos os obstáculos ultrapassados e as alegrias vividas. E hoje não foi diferente, o pensamento se perdia em meio ao trabalhando pensando em sentimentos e em como este ultimo ano foi turbulento neste quesito e mesmo assim eu fui feliz. Feliz por amar, feliz por ser amada, feliz por lutar por algo/alguém que acredito. Como é importante tentar, mesmo quando as coisas parecem confusas, se existe alguma maneira do final ser feliz devemos tentar, lutar por algo que faz a vida realmente ser vivida com intensidade e valor… O amor!
Assim concluo este primeiro ano, lutando pelo amor e desejando que todos vocês sejam fortes e busquem amar, tudo, todos, diferente, forte, intenso. Amem e vivam!

Sinto a felicidade de uma etapa concluída, e rumo aos dois anos, e a novas experiências e textos para vocês.

😉

A tal da felicidade

Ultimamente aconteceram tantas coisas ruins na minha vida que eu cheguei a pensar que estava em uma espécie de reality show do “mais azarado da cidade“. Eu tento entender o porque de tanta desgraça coisa ruim e não entendo, mas whatever, não quero falar disso.

O fato é que devido a essas coisas ruins que me acontecem, eu fiquei igual cachorro vira-lata, desconfiado de tudo e de todos. À espera do próximo tapa e do próximo tombo. Acabo não enxergando as coisas boas que a vida tem me proporcionado.

Esses dias, conversando com um amigo, dizia à ele que estava com medo de tudo estar tão bem na minha vida e se encaixando como eu sempre quis. Ele olhou pra mim e disse:

“Você está com medo porque está feliz e a maioria das coisas que você tanto espero está acontecendo? É isso? Eu acho que agora é a hora de você ficar feliz e não com medo. Com medo pessoas normais ficam quando as coisas estão dando errado, já você fica conformado. Reveja isso”.

Ao fim dessas palavras, cheguei a uma conclusão: a tal da felicidade chegou! Na verdade, ela sempre esteve aqui. Eu só precisava enxergar!

Claro, só a enxerguei quando algumas coisas aconteceram pra iluminar o meu caminho. Foram elas: o início de um amor, a realização de um sonho, o sucesso no trabalho, o apoio da família e alguns outros.

Enfim, ela está aqui e também está aí, com você. A gente só precisa aprender a detectar sua presença e entender que ela é um sentimento que ao mesmo tempo em que é infinito, é passageiro. Ela deve ser curtida ao máximo em seus picos, ou seja, quando acontece aquilo que você estava tanto esperando, quando o carinha que você está ficando e curtindo muito te pede em namoro do nada e muitos outros.

Esses são só alguns exemplos de picos de felicidade, mas isso não significa que você só foi, ou só será, feliz nesses momentos.

Você deve ser feliz o tempo todo!

Uma vez li uma frase muito sábia que dizia: “a felicidade é feita de pequenas esperas”.

Encarei como verdade absoluta! Afinal, a gente sempre está esperando alguma coisa muito legal acontecer e quando ela acontece, a gente fica feliz e passa a esperar outra e outra, e mais outra. O segredo está em aprender a desfrutar desses picos de felicidade e quando voltar “à realidade” não se entristecer.

Coisas boas sempre estão por vir.

Pode ser que amanhã ou depois as coisas já saiam de novo do eixo, mas eu sei que elas vão voltar. Por isso, be happy!